Bem-estar

31/10/2013 03h48

Cuide bem do seu tapete

Peça é fundamental na decoração e tem várias funções para qualificar o ambiente

Por Nosso Bem Estar

STOCK.XCHNG/DIVULGAÇÃO/NBE
Cuide bem do seu tapete

Quer uma sala bem bonita e impressiva? Então, além de combinar o tapete com os outros móveis, você precisa tomar alguns cuidados especiais com ele. Afinal, é necessário manter a cor e a beleza do tecido desta peça tão importante.

Nas regiões de clima frio, os tapetes são essenciais, pois dão proteção contra o frio dos pisos (não esqueça que o frio concentra-se nas regiões mais baixas, ao contrário do calor) e mantém mais o calor do ambiente. Confi ra algumas dicas para escolher e conservar tapetes. Elas podem ser aproveitadas também por quem tem carpete.

Uma maneira de calcular um bom tamanho para o tapete é ter um modelo que avance para baixo do sofá até a metade da largura do estofado. As poltronas ou cadeiras podem ter apenas os pés da frente sobre a peça. As mesinhas laterais também não precisam estar sobre o tapete, mas não devem fi car completamente de fora. Para dar uma sensação de sala grande, um truque usado pelos decoradores é escolher poucos móveis e acomodá-los todos sobre o tapete. Cuidado: evite que o tapete invada a passagem ou fique rente à parede.

Os redondos dão um toque moderno à decoração, porém são difíceis de usar, já que fica mais difícil arrumar os móveis sobre eles. Os quadrados e retangulares, mais fáceis de distribuir no espaço da sala, devem seguir as dicas dadas quanto ao tamanho.

Um modelo estampado com cores mais fortes fica harmonioso com móveis de tons claros e almofadas lisas, mas eles apresentam o perigo de cansar os olhos. As cores neutras deixam mais opções para você ousar nos estofados e almofadas. Uma regra simples é a seguinte: se o seu sofá for estampado, procure escolher um tom neutro presente nessa estampa.

Os ambientes pouco iluminados ganham espaço com tapetes claros, assim como os pisos mais escuros. As cores mais vistosas desbotam a cada lavagem e devem ser usadas em ambientes sem incidência de luz solar direta para não perder a cor. Sobre carpetes vale a regra: se forem estampados use um tapete liso – e vice-versa.

10 cuidados básicos

1 - Os tapetes, assim como os carpetes, exigem apenas alguns poucos cuidados para que se conservem perfeitos por muito tempo.

2 -  O sol não deve bater diretamente sobre eles, mas se isto não puder ser evitado, mude-os de posição com alguma freqüência.

3  - O maior perigo para um tapete é a umidade; uma infiltração de água, por exemplo, deteriora-os irremediavelmente.

4 - A vassoura adequada para a sua limpeza, quando necessário é a de piaçava ou de cerdas firmes. O aspirador deverá ser usado pelo menos uma vez por semana (ou conforme o necessário).

5 - Quando as beiras dos tapetes começam a desfiar, deve-se coser; pregando pelo avesso uma fita encorpada.

6 - Para assentar as pontas reviradas dos tapetes, passe o local com ferro bem quente sobre um papel molhado.

7 - Para não se escorregar sobre tapetes que deslizam, por estarem soltos (realmente um perigo), basta fi xar no seu forro pedaços de feltro. Há também fitas próprias para isso, à venda nas lojas especializadas em tapetes.

8 - Nos tapetes que pegaram traças é bom fazer o seguinte: colocar sobre o local um pano bem úmido, e sobre ele passar o ferro bem quente, até secar o pano e o tapete. Este calor úmido mata as larvas das traças.

9 - Deve-se tomar precauções com o tapete que ficar guardado por algum tempo. Cubra-o todo com jornal e salpique querosene e naftalina, só então enrole-o e amarre-o.

10 - E uma dica final: tapetes polvilhados com sal de cozinha não pegam cupim!

 

Fonte: Jornal Bem Estar

X