Família

09/07/2019 08h00

Amigo é coisa pra se guardar...

Conheça mais sobre a importância da amizade nas diferentes fases da vida

Por Nosso Bem Estar

Pixabay
Jul sec iss 9875 01956(1)

20 DE JULHO – DIA INTERNACIONAL DO AMIGO

A amizade é extremamente significativa em nossas vidas, afinal, o humano é um ser social que precisa compartilhar informações, sentimentos e desejos. Além disso, a ciência afirma: ela faz bem para a saúde e o coração.

O contato com outros indivíduos e os laços de amizade costumam surgir ainda na infância, e são benéficos para o desenvolvimento de habilidades sociais. No decorrer da vida, a amizade contribui para afastar a solidão, aumentar a sensação de bem-estar, dividir alegrias e frustrações, entre outras situações.

Diante disso, é difícil encontrar alguém que não tenha, pelo menos, um bom amigo. Pode ser um amigo de infância, da escola ou da faculdade, do trabalho, um amigo que também é parente, ou mesmo um de quatro patas!

A amizade é tão importante que ganhou até um dia para ser comemorada: 20 de julho é o Dia Internacional do Amigo. Um momento para relembrar histórias e encontrar ou conversar com pessoas queridas.

Inspirados pela data, vamos falar sobre a importância da amizade em diferentes fases da vida. Acompanhe.

Amizade na infância

É na infância que a criança começa a descobrir o mundo, e os amigos podem ter participação ativa nisso. Em um primeiro momento, o bebê percebe apenas os pais e, com o tempo, surge a percepção do espaço, da casa, e do outro, o que favorece a socialização.

As amizades da infância não têm o mesmo aprofundamento do que o relacionamento com adultos. Contudo, conviver com outras crianças é significativo para brincar, explorar novidades, desenvolver habilidades sociais, entre outros benefícios.

Diversos autores e pesquisadores estudam sobre a amizade na infância e indicam que ela é uma boa ferramenta para a saúde emocional das crianças, contribuindo com o desenvolvimento da empatia e da autoconfiança.

Os amigos da primeira infância podem ser os primos, os vizinhos do prédio, crianças do berçário ou mesmo do parquinho ou da pracinha. Fato é que, conviver com indivíduos diferentes, com a mesma faixa etária ou próxima, aumenta as experiências de vida.

Na fase escolar, a amizade também se faz presente e traz benefícios, como estabilidade emocional, proteção social, autoestima e bem-estar. Além disso, pode influenciar positivamente no rendimento do aluno e na relação dele com o ambiente estudantil.

Mesmo que a amizade não dure até a vida adulta, a experiência durante a infância gera resultados no desenvolvimento social, no comportamento, no bem-estar e na saúde. Um estudo feito por pesquisadores norte-americanos e publicado na revista Psychological Science acompanhou mais de 250 homens com cerca de 30 anos, e constatou que aqueles que tinham amigos e brincavam mais na infância apresentavam menor índice de massa corporal e pressão mais baixa na vida adulta.

Amizade na adolescência

Por volta dos 12 anos tem início a adolescência, que é quando acontece a descoberta e a estruturação da personalidade. Como parte dos jovens acaba se distanciando um pouco da família, a amizade se torna o principal laço afetivo e emocional nesse período, sendo essencial para o bem-estar mental e contribuindo para a construção da identidade e a definição de valores e ideais do adolescente.

É nessa fase que costumam ocorrer as amizades verdadeiras, que vão perdurar por muitos e muitos anos. Isso ocorre porque os laços surgem a partir de confiança, lealdade, intimidade, partilha e vivências de situações comuns.

Os jovens amigos trocam experiências, ouvem desabafos, dão conselhos e fornecem apoio em momentos complicados durante essa fase da vida. Além do mais, são companhias para festas, shows, viagens e outros momentos marcantes. Quem não tem uma boa história para contar com um amigo de adolescência, não é mesmo? Seja em aniversários, na primeira balada, seja um apoio diante da primeira paixão ou decepção amorosa, entre outras.

Amizade na vida adulta

A amizade na vida adulta pode vir da infância ou da adolescência, surgir na faculdade ou mesmo no trabalho. Assim como em outras fases da vida, os amigos têm grande importância nessa idade.

Eles dividem momentos de alegria, como casamentos, nascimento de filhos, viagens, realização profissional e fornecem apoio em situações mais complicadas, como a perda de um familiar, doenças, etc.

As amizades ainda podem resultar em parcerias comerciais — não é difícil ouvir histórias de amigos de faculdade que abriram um negócio juntos ou dividem um consultório, por exemplo.

O sentimento também pode surgir com colegas de trabalho. Como as pessoas passam grande parte do dia juntos, é normal que se aproximem daquelas que tenham interesses e gostos em comum. Assim, o convívio pode se expandir para fora do ambiente profissional.

A rotina, os compromissos familiares e questões geográficas, caso a pessoa more em outra cidade ou país, podem afastar os amigos nessa fase da vida. Mas a internet e as redes sociais estão aí para encurtar essas distâncias. Além disso, sempre que possível, procure marcar um encontro para ter os amigos por perto: a data trará bem-estar, boas recordações e momentos de felicidade.

Outra vantagem é que a amizade é positiva para a saúde. Um longo estudo de Harvard, realizado com milhares de voluntários de diferentes idades e perfis, buscou descobrir o que faz uma pessoa saudável. Sabe qual foi a constatação? Um dos principais fatores para isso é o relacionamento, seja com familiares, com amigos, ou com a comunidade.

O psiquiatra Robert Waldinger, diretor do estudo, diz que “cuidar do seu corpo é importante, mas cuidar de seus relacionamentos também é uma forma de autocuidado”.

Amizade na terceira idade

Há quem diga que é essencial ter amigos para viver uma velhice saudável, e a informação é confirmada por profissionais da área. Um estudo realizado com mais de 270 mil pessoas em cerca de 100 países, e publicado na revista Personal Relationships, demonstra que manter boas amizades ao longo da vida é significativo para a saúde e o bem-estar do idoso.

O psicólogo William Chopik, responsável pelo estudo, esclarece que “as amizades sólidas podem ser mais determinantes para a saúde e a felicidade do idoso do que a relação dele com os familiares”.

Em muitos casos, essa fase da vida é marcada por problemas de saúde, dificuldade de locomoção, solidão e depressão. Diante disso, ter uma companhia, alguém para conversar e trocar histórias é extremamente positivo.

As amizades antigas são importantes para que a pessoa se sinta acolhida e resgate memórias. Contudo, quem não tem contato com amigos do passado pode fortalecer as amizades atuais ou cultivar novas em grupos e encontros da terceira idade, o que pode resultar em companhias para viagens e atividades físicas, momentos de lazer, distração e socialização.

Mesmo com a presença de amigos, é necessário ter uma convivência saudável com familiares, especialmente na relação entre avós e netos. Embora sejam de gerações bem diferentes, o convívio é extremamente positivo, com troca de experiências e histórias.

Amizade com animais

A relação entre o homem e os animais é antiga, mas a domesticação de algumas espécies, que fez com que fossem colocados dentro de casa, aumentou esse convívio. Quem nunca ouviu que os animais são os melhores amigos do homem, não é mesmo?

Essa conexão emocional com os animais de estimação traz benefícios para as pessoas, tanto na infância quanto na vida adulta. Além de proporcionar companhia em momentos de felicidade ou tristeza, a presença do pet torna o seu tutor mais sociável e saudável. Pessoas com animais de estimação tendem a ter menos estresse e pressão alta.

Independentemente de você ser homem ou mulher, adulto ou criança, ter amigos é muito bom e faz bem para a saúde! As amizades geram momentos de alegria, afastam a solidão e a tristeza, podem proporcionar bons hábitos, entre outros benefícios - por isso, são essenciais para vida do ser humano.

E você, qual grande história de amizade tem pra contar? Celebre essa relação sempre que possível, e curta os momentos com seus amigos. Em qualquer etapa da vida, vocês vão viver histórias que vão virar boas lembranças.

X